BEAUVERIA

INSTRUÇÕES DE USO:

BEAUVERIA JCO (Beauveria bassiana, isolado IBCB 66) é um agente microbiológico de controle utilizado no controle da mosca-branca (Bemisia tabaci raça B), no controle do moleque-da-bananeira (Cosmopolites sordidus), no controle do ácaro rajado (Tetranychus urticae) e no controle da cigarrinha do milho (Dalbulus maidis).

  • Controle da mosca-branca
  • Controle do moleque-da-bananeira
  • Controle do ácaro rajado
  • Controle da cigarrinha do milho

CULTURAS, PRAGAS, DOSES, NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

CULTURA Alvo controlado Doses Número e época de Aplicação e intervalo de aplicação
Em todas as culturas com ocorrência do alvo biológico.(*) Bemisia tabaci raça B ( mosca-branca) Dose de aplicação: 1,25 kg/ha (equivalente 0,75×10¹² conidios/ha). Aplicação deve ser realizada com umidade relativa acima de 70%. Reaplicar em intervalo de 14 dias, e não devem ser efetuadas mais de 4 aplicações por safra da cultura
Cosmopolites sordidus (Moleque-da-bananeira) Dose de aplicação: 8,3 kg/ha (equivalente 5×10¹²conidios/ha). A aplicação dever ser realizada: 100 iscas do tipo “telha” /ha; 50 ml de pasta fúngica/isca; 1×109 esporos/mL de pasta. Realizar 3 aplicações.
Tetranychus urticae (Ácaro rajado) Dose de aplicação: 1,6 kg/ha (equivalente 1×10¹² conidios/ L de calda). A aplicação deve ser realizada em baixas infestações da praga, com umidade relativa elevada, em seis pulverizações a cada 3 a 4 dias, com jato dirigido para a face inferior das folhas.
Dalbulus maidis (Cigarrinha do milho) Dose de aplicação: 13,3 kg/ha (equivalente 8×10¹²conidios/ha). Realizar mais de uma aplicação.

(*) Eficiência agronômica comprovada para as culturas de soja, pepino, banana, morango e milho

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

Soja e pepino: Reaplicar em intervalo de 14 dias, e não devem ser efetuadas mais de 4 aplicações por safra da cultura.

Banana: A aplicação dever ser realizada: 100 iscas do tipo “telha” /ha; 50 ml de pasta fúngica/isca; 1×109 esporos/mL de pasta. Realizar 3 aplicações.

Morango: A aplicação deve ser realizada em baixas infestações da praga, com umidade relativa elevada, em seis pulverizações a cada 3 a 4 dias, com jato dirigido para a face inferior das folhas.

Milho: Realizar mais de uma aplicação.

MODO/EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO:

Moleque-da-bananeira: diluir o produto em água formando uma pasta homogênea. Aplicar a pasta sobre toda a superfície seccionada de iscas-atrativas (tipo telha ou queijo). Distribuir na base das plantas entre 100-150 iscas/ha, mantendo-as com a superfície tratada voltada para o solo. Substituir as iscas em intervalos de 15 dias.

Hortaliças e ornamentais: diluir o produto em água, filtrar e aplicar sobre as culturas com pulverizador. Para o controle da mosca-branca (B. tabacibiótipo B) as aplicações deverão ser feitas visando à face inferior das folhas onde se encontram as pragas.

 

Preparo da calda: Pré-mistura: após abrir a embalagem acrescentar o produto na proporção de 1:3, ou seja, 1kg de produto para 3 litros de água e misturar a calda até alcançar a homogeneização do produto, em seguida deixar a mistura em repouso por 30 minutos. Realizar a coagem da mistura.

 

Aplicação terrestre via barra de pulverização: Preencher o tanque de pulverização até a metade, ligar o agitador por 10 minutos para em seguida acrescentar a pré-mistura já coada, completar com água até a capacidade do tanque em contínua agitação.
A aplicação deverá ser iniciada logo após a mistura no tanque, o pulverizador deverá ser posicionado rente a lavoura, ligar a barra e deixar esguichar o produto diluído para então iniciar a pulverização. Realizar a aplicação no horário mais fresco do dia.

 

Aplicação via pivô: Preencher o recipiente de irrigação até a metade, acrescentar o produto aos poucos agitando continuamente até a completa homogeneização, completar com água até a capacidade do tanque em contínua agitação. Após completado o recipiente em sua capacidade iniciar a aplicação via pivô.

 

Aplicação manual (via bomba costal): Realizar a pré-mistura da seguinte forma, em um recipiente acrescentar o produto na proporção de 1:3, ou seja, 0,4-1,2 kg de produto para 1,2-3,6 litros de água e misturar a calda até alcançar a homogeneização do produto, em seguida deixar a mistura em repouso por 30 minutos. Realizar a coagem da mistura. No tanque de pulverizador costal, preencher com água até a metade seguida acrescentar a pré-mistura já coada, completar com agua até a capacidade do tanque.
A aplicação deverá ser iniciada logo após a mistura no tanque. Realizar a aplicação no horário mais fresco do dia.

 

Intervalo de segurança: Não definido devido à natureza microbiológica do ingrediente ativo.

 

Intervalo de reentrada de pessoas na cultura e áreas tratadas: 4 horas até a secagem da calda.

 

Limitações de uso: Sem restrições

 

Tempo de armazenamento:O tempo de armazenamento desse produto em temperatura de 23oC ± 2 é de no Máximo 15 dias, contado a data de fabricação. Para as temperaturas de 8oC e de -15oC o tempo de armazenamento desse produto é de no máximo 30 dias, contado a data de fabricação.

 

Recomendações para manejo de resistência a inseticidas: Não existem informações sobre o desenvolvimento de resistência de fitopatógenos a cepa IBCB 66.

 

Informações sobre o manejo INTEGRADO DE PRAGAS: Sempre que houver disponibilidade de informações sobre MIP, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.